Preparo certo x peixe ideal

11/05/2013 20:04

Incluir o peixe em suas refeições diárias é coisa fácil!

Por se tratar de uma enorme variedade de espécies de peixes e inúmeros tipos de preparo, podemos variar o cardápio utilizando o pescado e sempre agradando o paladar com combinações surpreendentes.

Mas para agradar o paladar, primeiramente, é necessário saber o modo de preparo ideal para cada tipo de peixe. Desta forma, o peixe sempre ficará saboroso e o mais importante: nutritivo.

E como sempre, o Refoga Caseira vem para te ajudar!

Segue abaixo os tipos de preparo de peixes e quais os peixes indicados para cada um: 

 

Cozinhando peixes no vapor 
Uma das opções mais saudáveis! Cozinhar no vapor preserva os nutrientes, a cor, a textura e sabor dos pescados.

Este tipo de cozimento permite que o alimento seja cozido pelo intenso calor úmido do vapor que o envolve, evitando que o alimento entre em contato direto com a água. Além disso, você pode aromatizar o alimento, acrescentando limão, pimenta dedo-de-moça, salsão e/ou alho-poró à água.

Os peixes indicados para este preparo são: Anequim, Linguado branco, Namorado, Tainha e Truta.


Cozinhando peixes ensopados 
Tão saudável quanto o peixe cozido ou assado. Cozinhar o peixe ensopado permite o enriquecimento de nutriente acrescentando legumes ao preparo.

Este tipo de cozimento consiste em cozinhar o alimento em contato direto com a água e preservando seus nutrientes, exceto as vitaminas do complexo B que irão para a água, mas não tem problema desde que você sirva o peixe com o caldo do cozido e daí o nome: peixe ensopado.

Você pode utilizar pimentão, tomate, cenoura, cebola, batata e/ou mandioquinha para enriquecer o prato, cozinhando os legumes na própria água do cozimento do peixe. E servir tudo junto depois!

Os peixes indicados para este preparo são: Anequim, Bacalhau, Badejo, Bonito, Cação, Merluza, Namorado e Pintado. Mas se puder optar, escolha peixes sem espinhas para não correr nenhum risco na hora de se alimentar.

Cozinhando peixes no forno 
Outro método que preserve os nutrientes!

Este tipo de cozimento exige cuidado para que o peixe não fique ressecado, e isso ocorre bastante com os peixes magros. Uma dica para evitar que isto aconteça é regar com azeites, e envolver o peixe em verduras como alface, couve, folha de uva, repolho... Ou então utilizar o papel-manteiga ou papel-alumínio em substituição à verdura, como cozinhar no pappillote que mantém a textura e os nutrientes do pescado além de agilizar o cozimento. Os temperos mais utilizados neste preparo é o limão e o sal.

Os peixes mais indicados para este preparo são: Anchova, Bacalhau, Badejo, Bagre, Cação, Carpa, Cavala, Corvina, Linguado, Pescada, Pacu, Pintado, Robalo, Salmão, Tainha e Tilápia.  Para o tempero, a chef recomenda basicamente limão e sal. 


Cozinhando peixes grelhados
Este tipo de cozimento faz muito bem a saúde. Segundo uma pesquisa realizada em Harvard School of Public Heath, consumir peixe grelhado de uma a quatro vezes por semana diminui em 27% o risco de enfarto em pessoas com idade acima de 65 anos.

Este tipo de cozimento consiste em cozinhar o pescado em um grill elétrico, frigideira com grelha ou frigideira antiaderente com uma pincelada de azeite e nada mais. Os temperos mais comuns utilizados neste preparo são o sal, o limão e o tomilho.

Os peixes mais indicados para este preparo são: Atum, Badejo, Bagre, Cavala, Corvina, Dourado, Linguado branco, Pescada, Pintado, Robalo, Salmão, Sardinha, Tainha e Tilápia. 


Cozinhando os peixes fritos
Não precisamos dizer que qualquer alimento frito é bastante calórico e colabora com a gordurinha indesejada.O ideal é consumir com moderação e optar pelos peixes com pouca gordura.

Este tipo de cozimento consiste em cozinhar o alimento em contato com óleo vegetal em alta temperatura, onde podemos dizer bye-bye para o ômega 3 de qualquer peixe que escolher. 

Os temperos mais comuns utilizados neste preparo são o alho, o sal, o limão e o louro.

Os peixes indicados para este preparo são: Carpa, Dourado, Linguado, Pescada, Manjuba, Pirarucu, Sardinha, Tainha, Tilápia, Tambaqui e Traíra. Mas se for seguir nossa dica de selecionar peixes leves, prepare com Badejo ou Namorado.

 

Não cozinhar! E sim, servir cru...
Por não passar por nenhum processo de temperatura, todos os nutrientes são preservados.

Porém, antes de encarnar o sushiman é necessário verificar as condições higiênicas do estabelecimento onde comprou o peixe para garantir a qualidade e a isenção de contaminação do alimento.

Os peixes mais indicados são: Atum, Linguado (muito utilizado no ceviche na cozinha Peruana), Prego, Robalo, Salmão e Tilápia.

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!