Lição #10: O risoto

17/02/2013 18:36

O risoto 

Quem não gosta de risoto, nunca comeu um! O risoto é um prato típico italiano, onde as cebolas e o arroz arbóreo são fritados levemente com azeite. Após estes, é colocado (com uma concha) o caldo de carne ou legumes junto com outros ingredientes que darão o sabor ao risoto. Este caldo é despejado aos poucos até o arroz estar cozido e não conseguir mais absorver líquido.

Assim como o arroz de forno, o risoto não precisa de acompanhamento. Ou seja, praticidade na cozinha. E mais praticidade ainda, pois é um prato super rápido de ser preparado, por volta de 15 e 20 minutos.

O segredo do risoto é prepará-lo com os caldos realmente na temperatura que a receita pede, desta forma você não errará o ponto do prato.

Iremos ensinar uma receita básica para Risoto. Ao longo, da existência do blog, surgirão outras receitas de risotos para que você dê uma diversificada na hora de convidar os amigos, os pais, aquela pessoa especial ou até mesmo pra comer sozinho.

Mas, uma coisa é certa: depois que você aprender a fazer um risoto, pode ter certeza que vai virar um de seus pratos prediletos.

Pronto para o desafio?

Iremos dar inicio pela receita básica, claro! Portanto separe aí:

- Uma colher de pau ou de silicone;
- Uma panela de fundo grosso, como essa da Tramontina na foto ao lado;

- Uma faca;

- Uma tábua de corte;

- Uma concha;

- Um ralador (no caso de não ter queijo ralado pronto);

- Uma panela funda e pequena;

- Um prato grande para colocar o risoto pronto;

- Talheres e prato(s) para servir.

Caso não tenha uma panela de fundo grosso e tenha-se interessado por esta da Tramontina, no Extra.com tem uma laranja linda e está com um preço ótimo, clique aqui para ver maiores detalhes.

Hora de separar os ingredientes: 

- 1 cebola;

- 1 xícara de chá de arroz arbóreo;

- ½ xícara de chá de vinho branco seco;

- 4½ de água;

- 2 tabletes de caldo de carne, legumes ou frango (depende de que sabor você irá querer);

- 2 colheres de sopa de manteiga gelada;

- 2 colheres de sopa de azeite extravirgem;

- ½ xícara de chá de queijo ralado (se for ralado na hora, o risoto fica mais saboroso);

- 1 pitada de sal;

- 1 pitada de pimenta-do-reino.


Deu um friozinho na barriga? Liga o fogão pra esquentar, porque vamos cozinhar!

Coloque a água na panela funda e pequena e leve ao fogo para ferver.

Na tábua de corte, pique bem a cebola.

Com a panela de fundo grosso, vamos iniciar nosso risoto. Leve-a ao fogo (fogo baixo, tá?), coloque o azeite e deixe esquentar. Acrescente a cebola e refogue até que ela fique transparente (mais ou menos 3 minutos). Junte o arroz arbóreo (ATENÇÃO! O ARROZ ARBÓREO NÃO DEVE SER LAVADO!!!) e mexa bem por 2 minutos sem parar, para que o grão se envolva completamente no azeite.

Despeje todo o vinho branco seco, (nesta etapa ocorre a gelatinização do amido contido no arroz, você perceberá que o arroz começará a soltar um creme rapidamente) e deixe evaporar. 

Tá sentindo o cheirinho? Enquanto o vinho evapora, corre para a panela com a água, que a esta altura do campeonato já deve estar fervendo. Acrescente os tabletes do caldo que você escolheu (legumes, carne, ou frango) e mexa até dissolver.

Após evaporado o vinho, com uma concha, vá adicionando aos poucos o caldo com os tabletes dissolvidos: A cada adição misture, sem parar, até o arroz  absorver tudo, depois adicione mais uma concha e assim por diante.

Quando o conteúdo da panela dobrar de tamanho, experimente o arroz (pois, às vezes não é necessário utilizar todos o caldo feito). O ponto certo do risoto é quando o grão fica macio, mas por dentro um pouquinho duro, o que chamamos de al dente. Caso não esteja, acrescente mais um concha e vai provando quando o arroz começar a absorver bem.

O arroz está al dente! O que fazer agora? 

Desligue o fogo, coloque a manteiga gelada e mexa bem até ela derreter com o calor dos grãos. Depois acrescente o queijo ralado e misture bastante... você verá que ele também começará a derreter. Este é o momento de você levar o risoto para a mesa e comer, comer, comer, comer... 

 

Observações:

- O risoto deve ser preparado na hora mesmo. Esse negócio de esfriar e esquentar no microondas, compromete toda a consistência do prato;

- A receita acima, chama-se básica, porque em todos os tipos de risoto você terá que fazer esse procedimento. A diferença será na adição de mais ingredientes para determinar o sabor;

- Mais para a frente, iremos ensinar como preparar os caldos (de carne, de legumes e de frango) de forma caseira, pois vale muito a pena substituir os tabletes pelo caldo caseiro que é bem mais saboroso.

- Caso você tenha uma aversão pelo vinho branco seco (tradicionalmente usado no risoto), você pode substituí-lo por saquê (vinho de arroz), espumante, conhaque ou até cerveja... tudo dependerá de como você irá querer que a cor e o sabor do risoto fique.

- E para acompanhar, no caso de um jantar especial, você pode servir um vinho tinto para os risotos com sabores fortes e marcantes ou com um vinho branco para os risotos com sabores mais suaves.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!